1. Na Missa ou Ceia do Senhor, o povo de Deus é convocado e reunido, sob a presidência do sacerdote que atua na pessoa de Cristo, para celebrar o memorial do Senhor ou sacrifício eucarístico. A esta assembleia local da santa Igreja se aplica eminentemente a promessa de Cristo: “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou Eu no meio deles” (Mt 18, 20). Com efeito, na celebração da Missa, em que se perpetua o sacrifício da cruz, Cristo está realmente presente: na própria assembleia congregada em seu nome, na pessoa do ministro, na sua palavra e, ainda, de uma forma substancial e permanente, sob as espécies eucarísticas.
  2. A Missa consta, por assim dizer, de duas partes: a liturgia da palavra e a liturgia eucarística. Estas duas partes, porém, estão entre si tão estreitamente ligadas que constituem um único ato de culto. De facto, na Missa é posta a mesa, tanto da palavra de Deus como do Corpo de Cristo, mesa em que os fiéis recebem instrução e alimento. Há ainda determinados ritos, a abrir e a concluir a celebração. 

(Instrução geral Missal Romano)

Edições anteriores em: Para melhor celebrar

O domingo é o primeiro dia da semana, o dia dos dias, porque dia do Senhor. A eucaristia ocupa um lugar central no dia do Senhor.

“A celebração dominical da Eucaristia está no centro da vida da Igreja: nós vamos à missa para encontrarmos o Senhor ressuscitado, ou melhor, para nos deixarmos encontrar por Ele”, disse o Papa que acrescentava o porquê de ir à missa:

“Ouvir a sua palavra, alimentar-nos à sua mesa e assim, nos tornarmos Igreja, o seu corpo místico vivo hoje no mundo. Por isso, o domingo é para nós um dia santo: santificado pela celebração eucarística, presença viva do Senhor para nós e entre nós. É a Missa que faz cristão o domingo”.

Preparemos então a eucaristia vindo um pouco tempo antes dela começar! Porquê?

  • o ambiente de uma igreja (dentro e fora de nós) é diferente dos outros;
  • cuidemos de eliminar o que nos possa distrair ou perturbar (até silenciar o telemóvel)
  • devemos trazer a vida para a eucaristia, para levar a eucaristia para a vida: o tempo que antecede a missa permite-nos pensar na vida que trazemos ao Senhor;
  • estar a sós com o Senhor antes do início da eucaristia ajudará a uma melhor celebração;
  • pensar nas intenções que colocamos nas mãos de Deus, ajuda-nos a celebrar melhor;
  • participar numa eventual preparação dos cântico permitirá cantar mais e melhor na celebração.

Concluímos com as palavras do Papa: “O encontro dominical com o Senhor dá-nos a força para viver o presente com confiança e coragem, e para progredir com esperança.” (13.12.2017)